banner2018

banner2018

Seguir

Google+ Followers

IMPERDIVEL!!!!

siga por e-mail

15 de out de 2013

24º Campeonato Brasileiro de Kung Fu/Wushu em Valhinhos São Paulo

Este ano como não poderia deixar de ser, foi muito difícil a nossa participação no Campeonato
Brasileiro, a principio nos íamos participar com 7 (sete) atletas na competição, 6 da A.K.W.A.G e um de outra Associação, e ai os problemas começaram a acontecer, 3 atletas tiveram problemas de ordem de saúde e desistiram,  permanecendo somente 3. Apesar de termos feito os pedido de passagem para um atleta menor de idade e do seu acompanhante, com bastante antecedência na Secretaria de Esporte do Estado-SEJEL, o que ouvimos foi que a secretaria provavelmente não poderia nos dar a passagem, pois a verba destinada a esse proposito tinha se esgotado, fizemos outro oficio para a  Secretaria de Esporte do Município-SEMDEJ, e estes, nem respostas nos deram, como já era  esperado as passagens não saíram e ficamos desfalcados de mais um atleta.
 
Todos os anos, desde 2006, tanto o presidente da Federação do Estado como a maioria dos atletas pertencentes a Federação amazonense de Kung Fu/Wushu, participam das competições, cursos e treinamentos nacionais, promovidos pela Confederação Brasileira de Kung Fu/Wushu, com recursos próprios, cansamos de pedir, este ano fizemos os pedidos na esperança que as novas administrações tivessem uma politica de trabalho diferente das outras mas para decepção nossa tudo continua na mesma, muda os jogadores, mas as estratégias continuam as mesmas,   fomos em número de 3 atletas, uma acompanhante e o Presidente da Federação.
 
Mais uma vez as atletas da Associação de Kung Fu Wushu Ari Galvão, Valeska Silveira e Renata Cabral, não negaram fogo, conquistaram juntas 7 medalhas: 2 med. de ouro, 2 med. de prata e 3 medalhas de bronze, o atleta pertencente a outra associação que iria participar da competição na modalidade de luta Sanda, foi desclassificado por excesso de peso. Aproveitei para fazer um curso de aprimoramento em Tai Chi Chuan, na rotina de 42 movimentos, levando em média 8 horas de deslocamento tanto para ir como para voltar e investimento em passagem para nos deslocarmos até São Paulo, translado no local, hospedagem que não é das mais baratas e alimentação ficou a satisfação de dever cumprido, e da satisfação de ver que o respeito que não encontramos em nossa terra, obtemos no resto do País.
 
Tenho visto tanto o governo do Estado como a Prefeitura patrocinar eventos e atletas de renome nacional, gastando quantias exorbitantes tanto com patrocínios como com mídia e com os próprios atletas, enquanto os verdadeiros atletas amazonenses vivem de mendicância ou do desespero dos seus entes queridos, não vemos investimentos nos atletas de base das lutas que não são olímpicas, mas são elas que na maioria das vezes retira as crianças e os adolescentes da situação de risco, coisa que é responsabilidade do próprio estado, temos até secretário e vereadores e deputados atletas, mas os verdadeiros atletas para chegarem a algum lugar tem que vender as suas almas, só assim conseguem chegar naquilo que mais importante para eles a competição.
 
Só uma informação, este campeonato em Valinhos- São Paulo, movimentou, 725 atletas e mais de 150 dirigentes, staffs etc, aliado a isto a representatividade de 18 estados brasileiros, ou seja, além de ser um campeonato é também uma vitrine para divulgar as coisas dos estados participantes. ACORDA SECRETARIAS DE ESPORTE DO AMAZONAS.
 
 

Nossas postagens populares