banner2018

banner2018

Seguir

Google+ Followers

IMPERDIVEL!!!!

siga por e-mail

24 de ago de 2012

E-book de wing Chun


Agora você pode adquirir o nosso E-book de Wing Chun e conhecer um pouco desta Arte Marcial praticada por Bruce Lee,  este E-book tem como finalidade mostrar um pouco do que é praticado pelo Shifu Ari Galvão e seus alunos na sede da AKWAG.
É fácil, conseguir uma versão eletrônica do nosso e-book, por apenas R$ 10,00 (Dez reais) lhe enviaremos a cópia eletrônica do nosso e-book no formato pdf.
Para que você possa adquirir o nosso e-book, basta dar um click no link abaixo, aqui, preencher um formulário, efetuar o pagamento e estaremos lhe enviando por e-mail, a cópia do e-book, venha conhecer mais um pouco desta maravilhosa Arte Marcial que era praticada pelo Grande Mestre Yip Man.
Neste trabalho você vai encontrar a origem do Wing Chun, bases, deslocamentos, conceitos de linha central, técnicas de defesa e ataque com as mãos e os pés, e a primeira rotina do Wing Chun, o Sil Lin Tao, não perca tempo, e adquira o seu, comece a praticar o Wing Chun já em sua casas ou em uma academia especializada próxima de sua casa, com certeza você não vai se arrepender.
Adquira a sua versão clicando aqui.

23 de ago de 2012

Quem foi BODHIDARMA?

Com certeza BODHIDHARMA é a figura mais controvertida no panorama das Artes Marciais Orientais. Também conhecido como BODAI DARUMA, DARUMA TAISHI, TA MO, DART MOR, OU DAT MOR, ele foi o monge responsável pela criação do Budismo Ch´an que conhecido no Japão como Zen e na Koreia como Sun. Na Índia o povo possui uma divisão por castas que tem prevalecido até os dais de hoje, sendo filho do Rei Suganda, Bodhidharma pertencia a casta dos KSHASTRIAS - A casta guerreira. Suganda queria dar ao filho o melhor aprimoramento nas Artes Marciais Indianas para isso contratou o mais famoso mestre de Artes Marciais da época chamado PRAJNATARA, que era um especialista nas Artes Marciais desenvolvidas pelos monges budistas da época chamada de VAJRAMUSHTI. Esse guerreiro muito famoso por seus feitos militares e por sua bravura logo afeiçoou-se ao seu discípulo Bodhidharma tendo lhe ensinado as técnicas mais eficientes de sua arte.
Com o passar do tempo e a convivência, fortes laços de amizades foram criados entre os dois e mesmo quando Prajnatara converteu-se ao Budismo,  nesse tempo transformado em religião e com conceito filosófico contrario ao Hinduísmo Tradicional, Bodhidharma não o abandonou e continuou a praticar o Vajramushti  até a data da sua morte que foi por volta do ano 520 D.C.
Devido a sua grande fama como guerreiro, Prajnatara foi iniciado nos mais altos mistérios budistas e acabou por atingir uma vivencia espiritual que o fez receber do Abade Punyamitra (vigésimo sexto patriarca  do Budismo), a incumbência de continuar a divulgar o Budismo. Com a morte de Punyamitra, Prajnatara veio a se tornar o vigésimo sétimo patriarca do Budismo.
Nessa época o Budismo estava perdendo seu prestigio na Índia, devido ao surgimento de inúmeras seitas que estavam surgindo e também pelo fato do Budismo estar se afastando dos conceitos filosóficos originais dados por Buda,  o budismos estava se perdendo em questões dogmáticas de natureza religiosa. Prajnatara percebeu a necessidade de reconduzir a filosofia budista à sua simplicidade original e vendo a tenacidade com que Bodhidharma se dedicava aos treinamentos de Vajramushti, vendo nele também a firmeza de caráter necessário ao desempenho dessa tarefa passou a ensinar-lhe o Budismo.

Bodhidharma não era um homem comum visto que até hoje ele é referenciado por mestres de Artes Marciais do mundo inteiro. Ninguém até hoje teve seu nome tão preservado como Bodhidharma o tem. Bodhidharma era um homem extremamente sábio e percebendo a sabedoria do seu mestre Prajnatara entregou-se de corpo e alma no aprendizado do Budismo. Dedicou-se muito a pratica da meditação e percebeu que o domínio da vivencia espiritual era muito mais importante que o cultivo do domínio do corpo físico e que embora o seu conhecimento de artes marciais lhe trouxessem grande prazer ele não tinha o mesmo valor do cultivo e pratica das verdades espirituais.
Pois é amigo ou amiga que pratica ou quer praticar o kung fu tem que entender que o kung fu não é somente uma Arte de Luta física mas também uma arte de luta espiritual, infelizmente hoje em dia muitos mestres tem se desviado dessa raiz, e ai o que aparece é somente o ego humano, e com isso perde-se todo o conceito filosófico sobre o qual esta Arte Marcial está alicerçada, não é necessário que você seja Budista ou siga os preceitos budistas para o pratica do kung fu, com o assim pensam alguns fanáticos religiosos, sou cristão, e tenho Jesus como meu Salvador é nele que eu miro o meu foco, pois sei que o Buda que não teve a mesma iluminação do meu Senhor, mas ainda assim estava focado principalmente no bem-estar dos seres humanos como um todo, se você procurar ler um pouco sobre o budismo vai ver que as doutrinas cristãs e budista em alguns pontos convergem.

11 de ago de 2012

Professor, tou muito velho para praticar kung fu?

Esta é a pergunta que mais ouço quando algumas pessoas que passam dos trinta anos visitam a minha Associação buscando uma opção para  sair de suas comodas vidas, normalmente os motivos são, curar-se de uma doença, melhorar a estética, busca de saúde, aprender defesa pessoal ou mesmo o desejo enorme de mudar os seus hábitos de vida.
Quando ouço essa pergunta a primeira coisa que me vem a cabeça é, essa pessoa está se achando velha?
Quando você está atraz de uma desculpa qualquer coisa serve, mas a grande verdade é você quer mesmo treinar kung fu depois dos trinta? Se quiser vá em frente nada lhe impede, mas para isto é necessário que você entenda que treinar kung fu vai exigir de você mudança de hábitos, quando falo em mudança é mudança mesmo, e ai começam os problemas, primeiro vem a questão da disciplina pessoal que precisa ser revisada e adequada a nova vida, as saidinhas para a farra com os amigos com certeza diminuirão e como consequência disso todo o tipo de insulto e brincadeiras de mau gosto irão aparecer, pois se você está buscando uma vida diferente do senso comum então tem que ser combatido, pois procurar ter uma vida saudável, equilibrada incomoda e incomoda muita gente, na realidade para você ser normal tem que ser igual A TODO MUNDO.  
A grande pergunta é, o que é mais importante para você, cuidar bem da sua saúde, da saúde de sua família ou se importar com as opiniões daqueles que com raras excessões não estão no mesmo barco que você.
Lembra do velho axioma, ~Mente sã em corpo São ~ é verdadeiro!,  como no Brasil o que vale é a Lei do Menor esforço, então você faz a escolha. Mas escolha bem porque cedo ou tarde você vai prestar contas disso.
Chegar a melhor idade bem e com saúde só depende de você.....por isso vá em frente e faça isso verdadeiro.

9 de ago de 2012

O kung fu pode mudar a sua vida para melhor, veja como..

Porque treinar kung fu é bom para a criança!

Quando as pessoas procuram o que treinar na AKWAG normalmente são direcionadas para uma modalidade que se adeqüe as suas caracteristas físicas e suas necessidades de treino, na AKWAG a principal preocupação é fazer com que cada pessoa independente de idade, sexo, ou qualquer outra coisa que julgue que seja um empecilho para a sua realização como atleta ou artista marcial seja apenas mais um obstaculo a ser vencido, no caso das crianças e adolescentes o caminho certo é o Wushu de Competição ou Wushu Olímpico, acreditamos que em 2020 o kung fu deverá ser esporte olímpico então já estamos trabalhando para que o Amazonas, encontre os seus atletas, e aqui mostramos alguns deles. O treinamento é duro e exige muito das crianças e dos adolescentes, eles sabem que o lema principal da escola é SEM SOFRIMENTO NÃO HÁ CRESCIMENTO, e todo dia aprendem a superar suas fraquezas, buscando objetivos maiores.
O treinamento do kung fu wushu, exige da criança disciplina, determinação e paciência, isto é importante para a sua formação como cidadão. Tem passado muitas crianças pela escola, que normalmente desistem por iniciativa própria ou que são convidados a desistir por não terem os requezitos exigidos pela escola, na AKWAG, não estamos preocupados só nos pagamentos das mensalidades de nossos alunos a nossa principal preocupação é com sua formação.
Na AKWAG as questões disciplinares são levadas a sério, para treinar o atleta tem que ser educado, tem que ter boas notas na escola e os país tem que acompanhar todo o processo de formação do seu filho ou filha.
Apesar de ser esporte, o sistema de treinamento, segue os mesmos padrões aplicados no treinamento do kung fu tradicional, que tem como parâmetro o Sistema desenvolvido na China nos templos Shaolins, os nossos atletas não são monges, mas sabem que levar uma vida baseada em bons princípios é importante para o seu sucesso como pessoa.
Na nossa escola os nossos alunos tem aula de filosofia, história do kung fu na China, meditação e aprendem a falar algumas palavras em chinês mandarim. Aprendem da importância da defesa pessoal, porém aprendem também que o mais importante não é saber agredir os outros mais acima de tudo respeitar os mais fracos, e que a luta em si é somente um meio não um fim. 

Se seu filho(a) tem problemas de coordenação motora, problemas respiratórios, insegurança, falta de energia para os estudos, está com excesso de peso, precisando ganhar massa muscular, problemas para se alimentar, comendo demais, problemas para raciocinar ou problemas de relacionamento com os amigos e amigas traga para AKWAG e dentro de pouco tempo você verá a diferença nas suas vidas. 

8 de ago de 2012

Professor quero treinar kung fu de graça!Como faço?

Kung Fu de graça?
É triste falar a respeito deste assunto, mas é necessário, muitas pessoas tem procurado a AKWAG, com o intuito de obter aulas gratuitas, até gostaríamos de ajuda-las, infelizmente ainda não dispomos de nenhum meio para obtenção de recursos que propiciem que isto se torne realidade. Não recebemos ajuda financeira de nenhuma Secretaria ou de qualquer orgão do governo para que possamos custear as nossas despesas com aluguel, agua, luz, iptu, material de expediente, material de limpeza, propaganda, salário de instrutor, salário de professor e tantas outras coisas que precisam ser pagas que não vamos citar aqui.
Há algum tempo atrás tentamos implantar dois programas em parceria com a Secretaria da Juvente Esporte e Lazer - SEJEL. O 1º, chamava-se Kung Fu nas Escolas, que era um projeto visando ensinar kung fu nas escolas públicas, onde a Secretaria entraria com a ajuda financeira para custear o vestuário das crianças e uma bolsa financeira para os instrutores que seriam universitários do cursos de educação física, devidamente preparados e qualificados pela Federação de Kung Fu do Estado, já que a intenção era levar o kung fu para as crianças e os adolescentes, visando depois participar dos JEAS - Jogos estudantis escolares, e o 2º - foi a implantação de aulas de Tai Chi Chuan para idosos, que funcionou por algum tempo no Centro de Convivência do Idoso no bairro de Aparecida, ambos os projetos de autoria do Shifu Ari Galvão.
o 1º projeto foi implantado em caráter de experiência no Colégio Luizinha Nascimento na Rua Monsenhor Coutinho, funcionou por aproximadamente 4(quatro meses), tendo tido a participação de aproximadamente 40(quarenta) crianças na faixa etária de 8 à 15 anos e que tinha como instrutor o Shifu Ari Galvão que na fase de implantação do projeto deu as aulas gratuitamente.
O 2º projeto foi criado pelo professor Ari Galvão mas o mesmo não participou da sua implantação tendo somente preparado os instrutores para a execução do mesmo.

Nossas postagens populares